Patrícia Cillo na CASACOR Franca

Patrícia Cillo na CASACOR Franca

Com um décor estilo retrô e uma tendência urban jungle, de trazer a natureza para dentro de casa, marcam a estreia da profissional na mostra da CASACOR Franca.



 “Onde eu possa plantar meus amigos, meus discos e livros e nada mais” são versos eternizados na voz de Elis Regina, na canção Casa no Campo. Inspirados na expressão desse desejo, aromas, bem-estar, ligação com a música e a conexão com a natureza integram a proposta da Galeria do Músico, espaço assinado pela arquiteta paulistana.

Com a experiência de 20 anos em projetos residenciais de alto padrão, a participação da profissional, sócia do escritório Figoli-Ravecca, localizado na capital paulista, também se revela como sua estreia na mostra de arquitetura e decoração, considerada como a mais importante do país. Parafraseando outra citação bem conhecida, “sem a música, a vida seria um erro”, proferida pelo filósofo e escritor alemão Friedrich Nietzsche, Patrícia lançou mão de elementos que farão da Galeria do Músico o espaço queridinho de qualquer morada.

Em clima retrô, a vitrola escolhida pela arquiteta é o ponto de partida para embalar momentos deliciosos com clássicos da música brasileira. Seguindo o conceito vintage, a sala, com 16 m², acolhe uma seleção, realizada a dedo por Patrícia, de discos, livros e objetos que saltarão aos olhos de quem faz da música, arte e cultura um estilo de vida.

Remetendo à essência da canção, a profissional lança mão de um movimento que cada vez mais vem ganhando força no décor: o urban jungle, que, de forma simplificada, se propõe a trazer as sensações da natureza para dentro de casa. Rompendo as barreiras do externo, a Galeria do Músico recebe arranjos que trazem um toque de tropicalidade, aromas e o contato com o natural. Patrícia mergulhou no paisagismo para escolher, entre a diversidade da flora brasileira, samambaias, avencas, costelas-de-adão e leguminosas que foram cuidadosamente plantadas em cachepôs e dispostas pelo chão e em uma elegante estante composta por madeira e vidro.

Nessa integração, a experiência de Patrícia a levou a eleger a madeira natural clara como ícone para a composição dos móveis, como o freijó e o carvalho americano. Escolha muito bem acertada com o desejo de transmitir leveza e tranquilidade ao ambiente, o tom evidencia a sinergia com o papel de parede marcado por motivos de abacaxi e a poltrona laranja e azul. “Acostumada à vida intensa das grandes cidades, minha proposta é trazer a mensagem de que é possível, sim, adicionarmos o frescor da natureza, mesmo que em toques mínimos, em nossos espaços. E o décor tem essa capacidade de mesclar as inspirações do design com as essências intrínsecas do ser humano”, explica Patrícia.

 

Comentários (0)